Estamos migrando o conteúdo do antigo portal da PMPA. Se não encontrar o que está procurando, tente visitar o site antigo (link abre em nova janela).
Executivo

Rede nacional também terá atendimento até 22h em postos de saúde

10/04/2019 18:12
Jefferson Bernardes/PMPA
EXECUTIVO
Ministro da Saúde falou sobre decisão no lançamento da campanha contra gripe

O atendimento prolongado até as 22h em postos de saúde, já realizado em Porto Alegre, agora será adotado também em nível nacional. A decisão já anunciada do governo federal foi reafirmada pelo ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, na manhã desta quarta-feira, 10, durante o lançamento da Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe em Porto Alegre. Na capital, quatro postos já atendem até 22h: Ramos, São Carlos, Modelo e Tristeza. Outros quatro deverão ter assistência até este horário ainda a partir deste ano.

Segundo o ministro, os municípios serão incentivados a oferecer os serviços de assistência até mais tarde. Ele defendeu também o fortalecimento da atenção básica, onde o atendimento pode prevenir o surgimento ou agravamento de doenças e desta forma evitar o aumento de procura por emergências. “As pessoas saem de casa de manhã cedo, quando os postos ainda estão fechados, e voltam para casa depois do trabalho, quando as unidades já encerraram o expediente. O resultado disso são pronto socorros e Upas lotados”, disse o ministro.

O prefeito Nelson Marchezan Júnior ressaltou que Porto Alegre vem trabalhando com dados e evidências científicas e, por isso, tem reforçado a atenção básica. “Em cada unidade de saúde, são 3 mil atendimentos a mais por mês, das 17h às 22h. Temos claro que este é o melhor caminho para atender o cidadão. O governo federal acerta em tornar esta uma política pública nacional”, afirmou. 

Para incentivar os municípios a abrir unidades até 22h, o Ministério da Saúde planeja dobrar ou triplicar os recursos destinados ao custeio da rede. O governo federal também vai oferecer aos municípios mais de uma opção de modelagem de serviço prolongado. Poderão aderir, por exemplo, com ou sem assistência em saúde bucal.

Resultados - Em Porto Alegre, a primeira unidade a ter o horário ampliado foi a São Carlos, no bairro Agronomia, em março de 2017. No mês seguinte, a unidade Modelo, no bairro Santana, teve o turno estendido. Em junho de 2018, foi a vez da unidade Tristeza, na zona Sul e, em março de 2019, da unidade Ramos, na zona Norte. 

Desde a primeira inauguração, foram mais de 85 mil atendimentos noturnos, incluindo consultas médicas, odontológicas e de enfermagem, curativos e vacinas, entre outros. Pesquisa de satisfação realizada nas unidades mostrou 92% de posicionamentos de “bom” ou “muito bom”.

Entre os casos que chegam às Unidades Básicas de Saúde, 80%  são resolvidos na hora pelos médicos de família. As estatísticas apontam ainda um aumento na proporção de homens jovens atendidos em comparação aos atendimentos diurnos. Também é alta a procura pelos testes rápidos, fundamentais no diagnóstico e controle de doenças infectocontagiosas.

   

 

Elisandra Borba

Rui Felten