Estamos migrando o conteúdo do antigo portal da PMPA. Se não encontrar o que está procurando, tente visitar o site antigo (link abre em nova janela).
Cultura

Em nove dias, Carnaval de rua reúne 220 mil foliões

25/03/2019 11:12
Jônatas Padilha/Divulgação SMC/PMPA
Em nove dias, Carnaval de rua reúne 220 mil foliões
Mais de 45 mil pessoas participaram da festa desse domingo, na Orla Moacyr Scliar

O Carnaval de Rua de Porto Alegre retornou ao Circuito Orla nesse domingo, 24, para o seu último dia de desfiles, com mais de 45 mil foliões. Desde 23 de fevereiro, foram realizadas nove festas na cidade, reunindo 220 mil pessoas nos circuitos Orla, Centro Histórico e Cidade Baixa. Os eventos contaram com banheiros químicos, segurança privada com 70 agentes, equipes de apoio, espaço de concentração e dispersão com food park e pontos de iluminação e sonorização, além de duas UTIs móveis, caminhão-bar, trio elétrico e 40 servidores encarregados da limpeza.  

O secretário-adjunto da Cultura, Leonardo Maricato, celebra o sucesso do Carnaval de rua oficial na cidade. "Nós tivemos um salto muito grande na qualidade do evento, tanto na operação quanto na parte técnica. O resgate do Carnaval Comunitário é outro destaque de 2019, que foi comemorado pelas comunidades. Os moradores se reencontraram com essa festa popular", comenta Maricato.

A produtora Tânia Reis, da Impacto Vento Norte, empresa promotora do evento, observa que as ambulâncias não precisaram ser acionadas nos nove dias de desfile. “Não houve nenhuma ocorrência policial. Mesmo com alguns dias de chuva, o público entendeu a proposta do Carnaval deste ano, de fazer uma festa divertida e sustentável. Esse resultado ocorreu também em razão do apoio que tivemos da Brigada Militar, da Guarda Municipal, da Empresa Pública de Transporte e Circulação e da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, que apoiaram a iniciativa e realizaram as suas ações de fiscalização, do início ao fim”, analisa Tânia.

Limpeza – Em todos os dias de evento, a limpeza começou logo após os desfiles. Segundo a fundadora da Arco – Ações para Reciclagem e Compostagem, Natália Pietzsch, cerca de uma tonelada de resíduos foi recolhida por fim de semana, em um trabalho que contou com o apoio de agentes das cooperativas de reciclagem Centro de Triagem Vila Pinto e Associação Comunitária do Campo da Tuca, que receberam os plásticos e as latas de alumínio recolhidos na rua.

Circuito Orla - Os grupos Ai Que Saudade do Meu Ex, Bloco da Amizade, Filhos do Cumpadi Washington e Império da Lã animaram o Carnaval de rua desse domingo, em uma festa que ocorreu das 10h às 23h. A folia começou com o bloco Ai Que Saudade do Meu Ex. O grupo reuniu mais de mil pessoas, misturando alegria e engajamento social, com uma crítica bem-humorada das mazelas dos dias atuais. O Bloco da Amizade continuou a festa, com uma bateria completa. Oriunda do Campo da Tuca, divertiu o público com marchinhas clássicas de Carnaval, como “Me Dá um Dinheiro Aí” e “Mamãe Eu Quero”, e trechos do hinos do Grêmio e do Inter.

Formado por músicos que se conheceram por meio das bandas de pagode Constelação e Se Ativa, o bloco Filhos do Cumpadi Washington seguiu no comando da festa. Em atividade desde 2014, o grupo já se apresentou em diversas outras edições do Carnaval de rua. Os integrantes levaram ao público sucessos de  grupos como É o Tchan, Molejo e Raça Negra.

Das 20h às 23h, o Império da Lã fez o show de encerramento do Carnaval de rua deste ano. Encabeçado pelos músicos Carlinhos Carneiro e Chico Bretanha, o bloco animou os presentes com a sua irreverência característica e a participação especial de alguns artistas locais, como a cantora Adriana Deffenti. A apresentação incluiu músicas próprias, como “Dançando no Giroflex” e “Toco Maravilhoso”, e versões de hits nacionais e internacionais, como “Anunciação”, de Alceu Valença; e “A Little Respect”, do Erasure.

O Carnaval de Rua de Porto Alegre 2019 teve o patrocínio da Skol, o apoio do Grupo Austral e do Opinião, a promoção da Impacto Vento Norte e a realização da Prefeitura Municipal de Porto Alegre.

 

 

 

Paulo Beccon e Paulo Finatto (especial)

Andrea Brasil