Estamos migrando o conteúdo do antigo portal da PMPA. Se não encontrar o que está procurando, tente visitar o site antigo (link abre em nova janela).
Habitação

Assinado contrato para obras de reassentamento da Tronco

04/01/2019 17:00
Eduardo Beleske/PMPA
EXECUTIVO
Melhorias em infraestrutura atraem novos investimentos, destaca prefeito Marchezan

O prefeito Nelson Marchezan Júnior assinou nesta sexta-feira, 4, no Salão Nobre do Paço Municipal, o contrato com a Caixa Econômica Federal Minha Casa Minha Vida PAC Vinculado, que libera R$ 31,3 milhões para a construção dos três empreendimentos destinados ao reassentamento das famílias que optaram pelo aluguel social na primeira etapa da obra da avenida Tronco. Essa etapa permite o andamento das obras. Serão construídas 356 unidades em três condomínios: Jacuí, Banco da Província e Dona Zaida, que devem ser entregues em um prazo de 18 a 24 meses. A empresa vencedora da licitação e responsável pela obra é a Cienge Engenharia, de Brasília. Os projetos são assinados pelos arquitetos Oscar e Juliana Escher de Porto Alegre. (fotos)

Marchezan lembra que o projeto da Tronco é uma iniciativa da gestão anterior e que teve sequência em seu governo. “Estamos felizes com a questão habitacional e com as melhorias em infraestrutura. Fará com que nossa cidade esteja mais apta para receber novos investimentos e gerar empregos”, diz ele, ressaltando que é preciso vencer a burocracia para dar mais qualidade de vida à população. 

O diretor-geral do Departamento Municipal de Habitação (Demhab), Mário Machesan, afirma que o reassentamento das famílias é fundamental para o andamento dos trabalhos. “Essa obra vai trazer soluções de mobilidade e incluir a região na malha urbanizada da cidade”, observa. Presente na assinatura, a superintendente executiva de Habitação Região Sul da Caixa Econômica Federal, Elodia Maria Osmarin Borba, ressalta a importância da parceria entre Município e União. “A prefeitura fez a sua parte”, diz.

Também participaram da solenidade o vice-prefeito Gustavo Paim, o secretário-adjunto da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Mobilidade Urbana, Alcimar Arrais, o presidente da Fasc, Joel Lovatto, e o vereador Moisés Barbosa, entre outras autoridades.

Famílias - Para a realização da obra é necessária a remoção das 1.469 famílias do traçado da avenida. As famílias tinham a opção de aluguel social ou bônus moradia. Nesta primeira etapa, 918 famílias foram atendidas. Além das 356 famílias que vão para as unidades a serem construídas, outras 195 receberão bônus moradia. O aluguel social é fixado em R$ 500 e a indenização de R$ 78.889,65. Cerca de 20 famílias não aceitaram negociar e serão tomadas medidas jurídicas cabíveis. 

Obra - A obra da avenida Tronco faz parte do conjunto de obras de mobilidade urbana da Capital. São aproximadamente 6.500 metros de via com infraestrutura completa (calçadas, pista para veículos, corredor de ônibus, ciclovia, sinalização e iluminação pública). As obras começaram em 2012, foram paralisadas em 2016 e retomadas em junho de 2018. Atualmente, a execução da obra está ocorrendo em três pontos: atrás do Postão, na rua Divisa perto da Comandari e na Rótula da Icaraí, que está recebendo asfalto e acabamentos. O consórcio responsável pela obra é formado pela Construtora Pelotense, Toniolo Busnello e Brasília Guaíba.

 

Lissandra Mendonça

Gilmar Martins