Estamos migrando o conteúdo do antigo portal da PMPA. Se não encontrar o que está procurando, tente visitar o site antigo (link abre em nova janela).
Educação

Edital para atrair startups segue aberto até 6 de setembro

25/08/2018 08:23
Luciano Lanes / PMPA
EDUCAÇÃO
Conforme Brito, as propostas devem contribuir para a qualificação da aprendizagem

O edital de chamamento público do Star.Edu, programa da Secretaria Municipal de Educação (Smed) para a busca de soluções inovadoras para a rede municipal de ensino, permanece aberto até 6 de setembro. Startups de todo o país podem se inscrever e apresentar propostas até as 23h59 da data limite. A iniciativa conta com a parceria da Aliança para Inovação de Porto Alegre, formada por Ufrgs, PUCRS e Unisinos. O edital e a ficha on-line de inscrição podem ser acessados no site da Smed.

“Selecionaremos propostas que possam contribuir para a qualificação da aprendizagem e desempenho dos alunos e aumentar a eficiência da gestão escolar”, destaca o secretário municipal de educação, Adriano Naves de Brito.

São 20 desafios para os quais os empreendedores podem apresentar suas soluções e que estão alocados em três dimensões: Promoção da Aprendizagem; Gestão Escolar e Gestão das Aulas; e Melhoria dos Serviços Públicos na Educação. Os desafios de cada grupo estão listados no edital. Podem participar pessoas jurídicas de direito privado conceituadas como startups e inscritas no CNPJ/MF há mais de um ano a contar da publicação do edital.

As soluções serão avaliadas quanto à relevância pública, viabilidade técnica de implementação, capacidade de implementação em grande escala, inovação, criatividade e singularidade, entre outros critérios. A comissão de seleção das propostas será formada por representantes da Smed, da Aliança para a Inovação de Porto Alegre, da Associação Gaúcha de Startups (AGS), do Sistema de Habitats de Inovação – poa.hub da prefeitura, da empresa NoOne e da Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec).

O programa não prevê transferência de recursos. Como contrapartida, as startups que tiverem suas propostas selecionadas poderão usufruir de espaços para testar as soluções. Dessa forma, as universidades, parques tecnológicas e incubadoras agregarão sua infraestrutura e expertise na implementação, acompanhamento e mensuração dos resultados. Antes da convocação para os testes, haverá o pitch (apresentação direta) das soluções a ser realizado no Paço Municipal. Os testes deverão ocorrer em 2019, mediante assinatura de acordo de cooperação técnica.

O Start.Edu foi lançado pelo prefeito Nelson Marchezan Júnior no dia 7 de agosto, no Crialab - Tecnopuc, juntamente com o secretário municipal de Educação, Adriano Naves de Brito. 

Leia mais: Prefeito lança desafio para inovação no Tecnopuc

 

Andrea Brasil