Estamos migrando o conteúdo do antigo portal da PMPA. Se não encontrar o que está procurando, tente visitar o site antigo (link abre em nova janela).
Transporte e Circulação

Laudo toxicológico já foi entregue por 5.668 taxistas

15/01/2019 16:15

Até esta terça-feira, 15, foram entregues 5.668 laudos toxicológicos pelos taxistas à Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), de um total de 7.583 condutores cadastrados para uma frota de 3.884 prefixos registrados. O prazo para recebimento da documentação pela EPTC, iniciado em outubro do ano passado, encerrou-se em 21 de dezembro. Desde então, a prestação do serviço somente é possível com apresentação do laudo do exame na Coordenação de Cadastro de Operadores (CCO) da EPTC, na av. Érico Veríssimo nº 100, de segunda à sexta-feira, das 9h às 16h. 

O diretor de operações da EPTC, Fabio Berwanger Juliano, acredita que o número de laudos entregues deve representar, na prática, 90% de condutores que efetivamente irão prestar serviço na Capital, projetando uma número final de cerca de 6,2 mil habilitados a partir das exigências de qualificação do serviço: “Por todo este esforço da prefeitura, por meio da EPTC, de qualificação do sistema, junto com a categoria dos taxistas, este número de 5.668 laudos entregues até o momento seja praticamente o definitivo. É o resultado deste trabalho conjunto, do poder público com os taxistas, de selecionar os bons profissionais, com a garantia de uma maior segurança e qualidade no atendimento à população”.

Não entregar o laudo resulta em multa administrativa de R$ 200,73, com recolhimento do veículo. A obrigatoriedade do laudo toxicológico foi estabelecida para qualificar o sistema de táxis da Capital, com bem mais segurança aos usuários e valorização da categoria dos taxistas. Quem não entregou o documento, prossegue descadastrado, precisando, obrigatoriamente, regularizar a situação para voltar a trabalhar. Recentemente, em blitze realizadas nas áreas da Estação Rodoviária e do Shopping Bourbon Wallig, da Assis Brasil, todos os condutores estavam em dia com os seus exames toxicológicos.

 

Claudio Furtado

Gilmar Martins

Acompanhe a prefeitura nas redes