Estamos migrando o conteúdo do antigo portal da PMPA. Se não encontrar o que está procurando, tente visitar o site antigo (link abre em nova janela).
Infraestrutura e Mobilidade Urbana

Prefeitura apresenta situação das obras da Copa a entidades

16/09/2019 17:53
Ricardo Giusti/PMPA
INFRAESTRUTURA E MOBILIDADE URBANA
Marcelo Gazen detalhou situação atual de cada um dos empreendimentos

O secretário municipal de Infraestrutura e Mobilidade Urbana, Marcelo Gazen, apresentou, nesta segunda-feira, 16, um panorama com o histórico e a situação atual de cada uma das obras da Copa 2014. O encontro foi promovido pela Sociedade de Engenharia do Estado do Rio Grande do Sul, na sede da Sergs, com a participação de entidades envolvidas na viabilização dos empreendimentos.

Gazen explicou o conjunto das obras que constam na Matriz de Responsabilidade, apontando cada um dos contratos concluídos, em andamento, paralisados ou em licitação. De acordo com o titular da Smim, entre as principais causas da demora na conclusão das obras estão projetos deficitários, mal planejados e executados, grande volume de desapropriações e reassentamentos, apontamentos de órgãos de controle, somados à crise no setor construtivo. “A atual gestão assumiu o compromisso de resolver os problemas, fazer gestão e buscar soluções”, explica. 

De acordo com o presidente da Sergs, Luís Roberto Andrade Ponte, o objetivo do encontro foi apontar ações imediatas para solução definitiva e as causas dos atrasos no andamento dessas obras. “Queremos encontrar um caminho construtivo com fraternidade. Já tivemos um vasto aprendizado e não estamos aqui para denunciar nada. No entanto, precisamos verificar a situação e encontrar caminhos em conjunto”, afirma.

Representando os empresários presentes, o diretor da Procon Construções, Marcos Pinheiro, elencou a insegurança jurídica como um entrave prejudicial ao trabalho das empresas e gestores. “Esse aspecto é o que mais impacta a continuidade. Precisamos soluções técnicas e jurídicas e decisões com mais celeridade, com respeito e atenção aos contratos firmados”, pondera. Já o conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Pedro Figueiredo, destacou que o órgão tem o compromisso de melhorar, de forma republicana, o andamento dos processos relacionados às obras e declarou que vai reunir o pleno para verificar ações que contribuam com esse objetivo. “O tribunal tem um corpo de auditores altamente qualificados, que tem o dever de apontar tudo o que for possível. As obras da Copa foram divididas por conselheiros, responsáveis pela deliberação final”, salienta.

Também participaram do evento os secretários adjuntos de Planejamento e Gestão, Daniel Rigon, e de Infraestrutura e Mobilidade Urbana, Nelcir Tessaro, o diretor-geral do Departamento Municipal de Habitação (Demhab), Mário Marchesan, o coordenador do Escritório Geral de Obras de Mobilidade, Maurício Batista, a auditora pública externa do TCE, Andrea Mallmann, empresários e técnicos da prefeitura, do tribunal e das empresas executoras.

  

 

Isabel Lermen

Gilmar Martins

Acompanhe a prefeitura nas redes