Estamos migrando o conteúdo do antigo portal da PMPA. Se não encontrar o que está procurando, tente visitar o site antigo (link abre em nova janela).
Saúde

Nova aplicação de inseticida será feita nesta segunda-feira

25/03/2019 08:41

A Secretaria Municipal de Saúde, via Coordenadoria Geral de Vigilância em Saúde (CGVS), fará a aplicação de inseticida em dois bairros da Capital nesta segunda-feira, 25. A ação ocorre em virtude de um novo caso autóctone de dengue contraído no bairro Santa Rosa de Lima, zona Norte da cidade, e a detecção de caso importado de dengue no bairro Santana, região central, cujo paciente viajou ao Estado de Minas Gerais. 

Com a recente notificação, confirmam-se sete casos de dengue autóctone em Porto Alegre, ou seja, quando a doença é contraída na própria cidade, sem histórico de viagem.

Manhã, 9h30 - aplicação de inseticida no bairro Santa Rosa de Lima, nos seguintes locais:
- trecho da rua Cristóvão Jaques, entre a rua Heitor de Souza e a rua Cubatão;
- trecho da rua José Ferreira Jardim, lado par, entre a rua Pero Lobo Pinheiro e a passagem 2;
- Beco Um, rua João Paris;
- trecho do Beco Dois, rua João Paris, próximo à rua João Paris;
- trecho da rua Pero Lobo Pinheiro, entre a rua José Ferreira Jardim e a rua João Paris;
- trecho do Beco Três, rua João Paris, próximo à rua João Paris;
- trecho da rua João Paris, entre a av. Bernardino Silveira Pastoriza e o Beco Três, rua João Paris.

Tarde, 14h30 - aplicação de inseticida no bairro Santana, nos seguintes locais:
- Praça Major Joaquim de Queiroz;
- trecho da av. Jerônimo de Ornelas, entre a rua Santana e Vieira de Castro;
- trecho da rua Santana, entre a rua Gen. Jacinto Osório e rua Laurindo;
- Rua Eng. Vespúcio de Abreu;
- Rua Vieira de Castro, lado ímpar, entre a av. Jerônimo de Ornelas e a rua Laurindo;
- trecho da rua Santa Terezinha , lado ímpar, entre a rua Laurindo e a rua Cel. Luís Carlos de Moraes;
- trecho da rua Laurindo, entre a rua Santa Terezinha e a rua Santana.

Cuidados nas residências - Para diminuir o risco de transmissão dos vírus de doenças como dengue, zika e chikungunya, é essencial que os moradores de Porto Alegre adotem medidas preventivas para evitar o desenvolvimento do mosquito. Evitar todos os focos de água parada, eliminar pratinho em vasos, telar ralos de esgoto pluviais externos, manter calhas limpas e desimpedidas, manter garrafas guardadas ao abrigo da água e com o gargalo para baixo são medidas básicas de controle.

Piscinas devem ser mantidas cloradas e as piscinas infantis, de plástico, não devem ser deixadas com água em períodos de viagem. “Uma revisão semanal de 10 minutos é suficiente para eliminar os criadouros do Aedes aegypti”, ressalta a técnica da Equipe de Vigilância de Roedores e Vetores da SMS, Rosa Maria Carvalho.

Dentro de casa, são recomendados cuidados com os pratinhos de plantas, bromélias, que devem ser jateadas com água para retirar o acúmulo de água das folhas. É indicado o uso de água sanitária em vasos sanitários. Após períodos de chuva, a vistoria deve ser refeita, pois focos de água parada podem surgir.

  

 

Lucas Souza (estagiário) / Supervisão: Vanessa Conte

Andrea Brasil