Estamos migrando o conteúdo do antigo portal da PMPA. Se não encontrar o que está procurando, tente visitar o site antigo (link abre em nova janela).
Saúde

Restinga e Orla terão testes rápidos de HIV, sífilis e hepatites

22/03/2019 09:09
Cristine Rochol/PMPA
SMS através da área de IST/Aids, em ação do Projeto "Fique Sabendo Jovem" na EE Mariz e Barros. Bairro Mario Quintana.
Resultado dos exames sai em cerca de 30 minutos

A unidade móvel do projeto Fique Sabendo estará em dois locais da Capital, neste final de semana, com orientações de prevenção, distribuição de preservativos e testes rápidos e gratuitos de HIV, sífilis e hepatites B e C. 

Neste sábado, 23, o ônibus estaciona na Esplanada da Restinga, quando integra a programação voltada ao público feminino promovida pela Unidade de Saúde Núcleo Esperança, das 9h às 16h. No domingo, 24, o serviço estará na Orla do Guaíba, nas proximidades da pista de skate do Parque Marinha do Brasil, das 15h às 19h. 

Não há restrição ou orientação especial para realizar os exames. Crianças até 12 anos devem estar acompanhadas de um adulto ou responsável legal. A partir de 12 anos, é necessário apresentar um documento de identidade. Oferecido pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS), o trabalho será feito por servidores, que irão orientar o público e distribuir itens de prevenção. 

Pessoas diagnosticadas com sífilis poderão iniciar o tratamento, com aplicação da primeira dose de penicilina. A estrutura tem espaço para testagem rápida e acolhimento e é adaptada a pessoas com necessidades especiais. Com segurança e privacidade, o resultado dos testes sai em cerca de 30 minutos, em dois consultórios de atendimento.

Fique Sabendo - A ideia do projeto é ampliar a prevenção e diagnosticar precocemente as infecções sexualmente transmissíveis, além de aumentar o encaminhamento para tratamento, que deve começar o quanto antes. 

"O objetivo ainda é que pessoas diagnosticadas reagentes ao HIV não abandonem o uso da medicação antirretroviral, necessária à manutenção da qualidade de vida", informa a titular da Coordenação de Infecções Sexualmente Transmissíveis e HIV/Aids da SMS, Marina Dias.

A forma mais segura de se proteger de doenças sexualmente transmissíveis é usar camisinha na relação sexual. A população também tem acesso a testes rápidos nas unidades de saúde de referência, onde podem ser obtidas orientações e mais informações. Em caso de chuva forte, a programação pode ser alterada.

 

Vanessa Conte

Matheus Beust

Acompanhe a prefeitura nas redes