Estamos migrando o conteúdo do antigo portal da PMPA. Se não encontrar o que está procurando, tente visitar o site antigo (link abre em nova janela).
Saúde

Seminário destaca ampliação da rede de saúde mental

12/07/2019 17:09
Robson da Silveira/SMS PMPA
SAÚDE
Programação terá continuidade neste sábado, no auditório da UFCSPA

A troca de experiências entre profissionais da área de saúde mental dedicados ao atendimento a dependentes químicos foi a ênfase do seminário realizado nesta sexta-feira, 12, das 8h30 às 18h, no auditório da Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA). Realizada pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS), a programação terá continuidade neste sábado, 13, das 8h30 às 12h.

O encontro conta com a participação de cerca de 150 trabalhadores de hospitais, comunidades terapêuticas, centros de atenção psicossocial álcool e drogas e unidades de saúde. Durante a manhã, o coordenador da área de Saúde Mental da SMS, Giovanni Salum, apresentou questões gerais da política de trabalho. “A ideia do seminário é discutir a rede e propiciar um momento de troca de conhecimentos e informações, considerando a abertura de vários serviços novos, com a ampliação de recursos humanos”, afirma. O secretário municipal de Saúde, Pablo Stürmer, esteve na mesa de abertura.

Após, a coordenadora do Centro de Atenção Psicossocial AD tipo 4 Céu Aberto, Danara Dall Agnol, falou do atendimento no primeiro Caps do Brasil aberto 24 horas para receber dependentes químicos, funcionando em área de uso de drogas, na rua Comendador Azevedo. Inaugurado em março, possui 65 profissionais, entre médicos psiquiatras e clínicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, psicólogos, terapeutas ocupacionais, assistentes sociais e pedagogo. O prédio tem área de 400m2, com 20 leitos, sendo 11 para receber pessoas em situação de crise e nove de retaguarda para permanência noturna.

À tarde, foram apresentados outros serviços novos da rede, como o trabalho desenvolvido no Hospital Santa Ana, nos centros de atenção psicossocial das regiões Leste-Nordeste, Restinga e Sul- Centro Sul, além de uma comunidade terapêutica para adolescentes. No intervalo, o momento cultural teve a mostra de posters com iniciativas exitosas dos serviços, bem como os desafios no cuidado, além de apresentação do grupo musical Tocante, composto por usuários de saúde mental da rede. Ao final, foram apresentados desafios e experiências nas áreas voltadas aos povos indígenas, grupos de acolhimento e perfil dos usuários de permanência noturna.

Na manhã de sábado, 13, os profissionais irão se dividir em três grupos, com posterior apresentação das discussões em rodas de conversa e encerramento. A ideia é tratar do cotidiano de trabalho nos serviços da rede álcool e drogas.

Rede álcool e drogas - Os Caps AD são os principais pontos de encaminhamento para os diversos tratamentos de saúde existentes para dependência química, incluindo também acolhimento em comunidades terapêuticas conveniadas e leitos de internação hospitalar. Pela primeira vez na Capital, todos os oito distritos de saúde têm o próprio serviço de referência em álcool e drogas. Os distritos são Centro, Leste-Nordeste, Noroeste-Humaitá-Navegantes-Ilhas, Norte-Eixo Baltazar, Sul-Centro Sul, Glória-Cruzeiro-Cristal, Partenon-Lomba do Pinheiro e Restinga. Os serviços prestados nos Caps AD fazem parte do Plano Municipal de Superação da Situação de Rua e do Plano Municipal de Saúde Mental de Porto Alegre.  

 

Vanessa Conte

Gilmar Martins

Acompanhe a prefeitura nas redes